Voltar
DOUTRINAS BÍBLICAS

ECLESIOLOGIA - A DOUTRINA DA IGREJA

1. O SIGNIFICADO DO CONCEITO DE IGREJA

    A. Considerações Negativas.

        1. A Igreja não é o Judaísmo continuado e ampliado. Embora haja uma continuidade entre os remidos             de todas as eras, a Igreja é “um novo homem” - Efésios 2:15.
        2. A Igreja não é o reino. O reino é o domínio de Deus sobre a Terra. A Igreja é a Noiva de Cristo.

    B. O Significado e os Usos da Palavra.

        1. Literalmente, “assembléia ou grupo chamado para fora”.
        2. Em seu uso a palavra igreja pode se referir:
            a. A assembléia do povo de Israel - Atos 7:38.
            b. A uma assembléia dos cidadãos de uma cidade pagã - Atos 19:32, 39, 41.
            c. Ao Corpo de Cristo - Colossenses 1:18.
            d. A uma igreja ou assembléia local - 1Coríntios 1:2.

    C. O Significado do Corpo de Cristo.

        É aquele organismo espiritual do qual Cristo é o Cabeça e que se compõe de todos os regenerados         desde Pentecostes até o arrebatamento.

    D. O Significado de Igreja em Seu Sentido Local.

        Uma igreja local é um grupo de crentes professos em Jesus Cristo, batizados em nome de Jesus e         organizados com o propósito de fazer a vontade de Deus.

2. A IGREJA LOCAL

    A. Sua Organização - Hebreus 13:7, 17.

        1. Presbíteros.
            a. Significado e distinções: - Atos 20:28
                Presbítero enfatiza o cargo de líder na igreja.
                Bispo enfatiza a função como supervisor.
                Pastor indica o dom de cuidar e alimentar o rebanho
            b. Número:
                Cada cidade tinha uma pluralidade de presbíteros - Atos 14:23
                 Cada igreja-casa pode ter tido apenas um (ou mais) presbítero - 1Timóteo 3:1-7.
            c. Deveres. Cuidar ou supervisionar - 1Timóteo 3:1, presidir - 1Timóteo 5:17
                 Defender a sã doutrina - Tito 1:9.
            d. Qualificações - 1Timóteo 3:1-6; Tito 1:7-9.
            e. Ordenação - 1Timóteo 4:14; Tito 1:5.
        2. Díáconos.
            a. Significado. Servo.
            b. Qualificações - 1Timóteo 3:8-10, 12-13.
            c. Deveres.
                Os diáconos eram auxiliares dos presbíteros - Atos 6:1-6
                Um grupo oficialmente reconhecido na igreja - Filipenses 1:1.
        3. Diaconisas.
            Justifica-se a existência do ofício de diaconisa com base em Romanos 6:1 e 1Timóteo 3:11.

    B. Suas Ordenanças.

        1. Definição.
            Um rito externo prescrito por Cristo para observância por Sua Igreja.
        2. A Ceia do Senhor.
            a. A ordem - 1Coríntios 11:23-26.
            b. O significado.
                b.1 - É um memorial.
                b.2 - Consubstanciação - Ponto de vista luterano.
                        O corpo e o sangue de Cristo estão presentes, misturados aos elementos.
                b.3 - Transubstanciação - Ponto de vista católico.
                        Os elementos se transformam no corpo e no sangue de Cristo.
                b.4 - Presença espiritual - Ponto de vista calvinista.
            c. A freqüência.
                “Todas as vezes”. Para a Igreja primitiva, parece ter sido semanalmente - Atos 20:7.
        3. Batismo.
            a. Significado.
                O batismo significa identificação ou associação com uma mensagem e/ou grupo.
            b. Argumentos para não imersão.
                 b.1 - A palavra grega baptizõ é usada num sentido secundário, “colocar sob a influência de” e a                          aspersão traduz melhor esse sentido.
                b.2 - A aspersão retrata melhor a vinda do Espírito sobre o crente.
                b.3 - A imersão seria impossível ou improvável em Atos 2:41; 8:38; 10:47; 16:33.
                b.4 - Em Hebreus 9:10 a palavra “batizar” (ARA “abluções”) é utilizada para designar os rituais de
                        aspersão do Antigo Testamento
                b.5 - Três quartos da Igreja não utilizam a imersão.
            c. Argumentos para imersão.
                c.1 - Este é o sentido normal e primário da palavra grega baptizõ.
                c.2 - O sentido normal das preposições gregas "eis" - “em, para dentro” e "ek" - “de, para fora de”                         - indica imersão em água.
                c.3 - O batismo de prosélitos judeus era uma imersão total, o que indica que o batismo de João e                         de Cristo também o eram.
                c.4 - A prática da Igreja primitiva era a imersão.
                c.5 - Cada um dos chamados “casos-problema” realmente permite a imersão.
                c.6 - A língua grega possui palavras para “aspergir” e “derramar” mas elas jamais são usadas em                         relação ao batismo.
                c.7 - A imersão retrata melhor o que o ministério batizador do Espírito realiza - Romanos 6.
        3. Pedobatismo - Batismo de crianças
            a. Argumentos favoráveis.
                a.1 - O batismo na nova aliança é análogo à circuncisão na antiga, que era praticada em crianças.
                a.2 - O batismo de famílias inteiras deve ter incluído as crianças pequenas - Atos 16:33.
                a.3 - Promessas bíblicas relativas à família permitem o batismo infantil - 1Coríntios 7:14.
            b. Argumentos contrários.
                b.1 - O significado do batismo restringe a sua prática aos que podem exercer a fé consciente-                         mente.
                b.2 - Batismos de famílias não especificam crianças pequenas, embora crianças de mais idade                         possam ter sido incluídas.

    C. Seu Governo.

        Tipos de governo. - Exemplos
        1. Igreja nacional: Igreja Luterana nos países escandinavos.
        2. Igreja hierárquica: Igreja Católica Romana.
        3. Governo federal: Igreja Presbiteriana.
            A congregação investe de autoridade uma junta de presbíteros.
        4. Congregacional: Igreja Batistas. A congregação decide a maioria de seus assuntos.

    D. Seu Propósito.

        1. Glorificar a Deus.
        2. Evangelizar.
        3. Produzir crentes maduros e santos.
        4. Cuidar das necessidades de seus membros - 1Timóteo 5.
        5. Praticar o bem no mundo - Gálatas 6:10.

3. A IGREJA UNIVERSAL

    A. O Fato de Sua Existência - Mateus 16:18; Colossenses 1:18; Efésios 3:10.

    B. Sua Fundação.

        1. Cristo foi seu fundador no sentido de ter sido seu Mestre, construtor e enviador do Espírito, que deu
            forma real ao Corpo de Cristo.
        2. Pentecostes foi o seu começo já que o Corpo de Cristo é formado através da atividade batizadora do
            Espírito - Atos 1:5; 11:15; 1Coríntios 12:13.

    C Seu Fundamento

        Cristo - Mateus 16:18; 1Pedro 2:4-8.

    D. Suas Figuras.

        1. O Pastor e as ovelhas - João 10.
        2. A Videira e os ramos - João 15.
        3. A Pedra Angular e as pedras do edifício - Efésios 2:19-21.
        4. O Sumo Sacerdote e um reino de sacerdotes - 1Pedro 2.
        5. O Cabeça e o corpo - 1Coríntios 12.
        6. O Último Adão e a nova criação - Romanos 5.
        7. O Noivo e a Noiva, o marido e a esposa - Efésios 5; Apocalipse 19.

    E. O Fim da Época da Igreja

        No arrebatamento - 2Tessalonicenses 2; Apocalipse 3:10-11; 1Tessaloncenses 1:10.