Voltar
NOVOS CONVERTIDOS

GENEROSIDADE

    "Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento proclama a obra das Suas mãos. Dia após dia eles derramam discursos. Noite após noite, demonstram conhecimento" - Salmos 19:1-4

    Através deste salmo, aprendemos que a Criação de Deus (os céus e a terra):

    • declaram a glória de Deus,
    • proclamam a obra das Suas mãos,
    • derramam discursos e
    • demonstram conhecimento.

    Podemos aprender com a Criação de Deus se a examinarmos cuidadosamente. Assim como há leis flsicas que trazem a ordem no caos do Universo, Deus também colocou em movimento leis espirituais que governam a vida. Uma delas é a Lei da Generosidade. Isto nos ensina que "qualquer pessoa que semeia generosamente também ceifará generosamente" - 2Coríntios 9:6

A. SOCIEDADE

    Na qualidade de mordomos de Deus, é importante compreendermos onde se encontram as nossas res- ponsabilidades. - 1Coríntios 3:9; 2Coríntios 5:20; 6:10

    1. A Posse É Com Deus

        "Do Senhor é a terra e tudo o que nela há, o mundo, e todos os que nele habitam" - Salmos 24:1; 89:11; Jó 41:11; 1Crônicas 29:10-14.

        Não somos donos, e sim mordomos. Toda posse é com Deus. Toda e qualquer coisa criada, viva ou não, em última análise pertence a Ele - inclusive qualquer coisa material ou imaterial que possamos ter pessoal- mente nesta vida: posses, carreiras, famílias.

        Ele nos deu todas estas coisas para delas desfrutarmos e, quando percebemos que ainda pertencem a Deus, podemos descansar com a certeza de que Deus também tem a responsabilidade final sobre elas - 1 Timóteo 6:17

    2. A Mordomia É Conosco

        Não somos donos, mas sim mordomos. O mordomo administra e toma conta daquilo que pertence a uma outra pessoa. Deus possui tudo. Mas, na qualidade de mordomos, administramos e tomamos conta das coisas para Ele. Temos obrigação de sermos fiéis nesta administração.

        O Senhor nos responsabiliza nesta tarefa especial de administrarmos e tomarmos conta das coisas que Ele nos deu - Mateus 25:14-30.

        Quando compreendemos este relacionamento patrão-mordomo que desfrutamos com as propriedades de Deus, então toma-se mais fácil darmos.

        Diante de Deus, a nossa administração como mordomos cobre toda e cada coisa que nos pertence:

        • As Nossas Vidas - Atos 17:25; 1Coríntios 6:19; Gálatas 2:20; Jó 33:4
        • O Nosso Tempo - Salmos 90:12; Efésios 5:15-16; Colossenses 4:5
        • Os Nossos Talentos E Capacidades - 1Pedro 4:10; 1Coríntios 12:4-7,11
        • As Nossas Posses - Mateus 6:19-21; Colossenses 3:1-2
        • As Nossas Finanças - 1Timóteo 6:6-10,17-19; Mateus 6:24
        • A Mensagem Do Evangelho - 1Coríntios 4:1; 9:16-17; 1Timóteo 6:20

        Ainda assim, muitos cristãos ainda relutam em dar (dízimos), não importa o quanto possam desejar fazê-lo.

        Mas a ação que libera o crente às plenas bênçãos da boa mordomia cristã é a ENTREGA - a submissão irrestrita de toda a nossa vida, posses e planos à vontade e propósito de Deus.

        E somente quando damos A NÓS PRÓPRIOS que aprendemos o que significa dar algumas das posses (ou dinheiro) que Deus nos deu.

B. A DOAÇÃO NA IGREJA PRIMITIVA

    "Todos os crentes estavam juntos e tinham tudo em comum. Com a venda de suas posses e bens, davam a qualquer pessoa de acordo com o que necessitassem...; Ninguém dizia que nenhuma de suas posses era de sua exclusiva propriedade, mas compartilhavam tudo o que tinham" - Atos 2:44-45; 4:32.

    Esta atitude básica dos primeiros cristãos colocou os fundamentos para todas as expressões de doações que deveriam vir mais tarde.

    À medida em que o número de cristãos se multiplicava, apareceram diferentes métodos de doação. Mas todas as suas doações expressavam a compreensão deles sobre a MORDOMIA CRISTA - que tudo, em última análise, pertence a Deus.

    1. A Igreja Sustentava Os Necessitados

        Na Igreja Primitiva, homens especiais eram escolhidos para servirem como "diáconos" - ajudantes na distri- buição de ofertas e presentes para as viúvas e necessitados - Atos 6:1-3

        Estes homens transformaram em ministérios deles a canalização de todas as doações para onde havia ne- cessidades práticas.

    2. As Igrejas Davam Com Sacrifícios Umas As Outras

        Quando os cristãos judeus de Jerusalém estavam passando por uma escassez e fome, a pobre e sofredora igreja dos gentios os ajudou. "Da mais intensa provação, a alegria transbordante deles e a sua extrema pobreza jorraram numa rica generosidade. Pois testifico que eles deram tanto quanto possível, e até mesmo além das suas capacidades" - 2Coríntios 8:1-4.

    3. A Igreja Sustentava Os Ministérios Viajantes

        O Apóstolo Paulo viajava de lugar em lugar, estabelecendo novas igrejas. Em algumas ocasiões, ele traba- lhava com as suas mãos para fornecer o seu próprio sustento - Atos 18:3; 2Tessalonicenses 3:7-9.

        Em outras ocasiões, a Igreja dos Filipenses demonstrou o verdadeiro espírito de doação que Deus elogia, sustentando ministérios viajantes, tais como o de Paulo.

        "Recebi um pagamento total e até mesmo mais. Estou abundantemente suprido, agora que recebi as ofertas que vocês mandaram. Elas são uma oferta fragrante, um sacrifício aceitável e agradável a Deus" - Filipenses 4:15-18.

    4. Os Cristãos Trabalhavam Para Poder Dar

        "Aquele que tem roubado não pode roubar mais, porém precisa trabalhar, fazendo algo útil com as suas próprias mãos, para que possa ter algo para compartilhar com os necessitados" - Efésios 4:28

    5. A Doação Era A Prova Do Amor Deles

        "No presente, a sua abundância suprirá o que eles necessitam... Portanto, demonstrem [pela doação]... a prova do seu amor..." - 2Coríntios 8:7-15, 24; 1Coríntios 16:1-2 e 1João 3:17-18.

C. OS PRINCÍPIOS DE DEUS PARA AS DOAÇOES

    Em 1Coríntios 10:11 lemos que devemos aprender com o exemplo de Israel. Devemos aplicar os princípios que foram dados por Deus. Ao mesmo tempo devemos evitar os erros que Israel (e os líderes) cometeram no deserto. Na área da doação, encontramos algumas excelentes diretrizes que podem nos ajudar em nossa doação:

    1. Deus Espera Que Comecemos Com Uma Porcentagem

        "Tragam todos os dízimos [10% ou um décimo] ao depósito, para que haja comida na Minha Casa. Provem-Me nisto, diz o Senhor Todo-Poderoso, e vejam se Eu não vou escancarar as comportas do Céu e derramar tantas bênçãos deforma tal que vocês não terão espaço para elas" - Malaquias 3:10.

    2. Devemos Dar Sistemática E Regularmente

        "Ezequías deu ordens para que se preparassem depósitos no templo do Senhor, e isto foi feito. Então eles traziam fielmente as contribuições, dízimos, e as coisas consagradas..." - 2Crônicas 31:11-12.

    3. Devemos Dar O Primeiro E O Melhor Ao Senhor

        "Honre ao Senhor com as suas riquezas, com as primícias de todas as suas colheitas. Aí então os seus celeiros se encherão até se transbordarem, e os seus tonéis transbordarão com vinho novo" - Provérbios 3:9-10.

        "Mas vocês são um povo escolhido... um povo que pertence a Deus, para que vocês possam declarar os louvores d'Aquele que os chamou para fora das trevas e os introduziu na Sua maravilhosa luz" - 1Pedro 2:9.